Cotação
Dólar 3,2013
Euro 3,9168
19/01 15:55
Cuiabá
Carregando...

? ºC

/

Cuiabá (MT), 21 de janeiro de 2018 - 14:12

Justiça & Leis

28/12/2017 16:06

Juiz estipula R$ 80 mil de fiança e Arcanjo fica perto da liberdade

Cíntia Borges

O juiz Paulo Cézar Alves Sodré, da 7ª Vara da Justiça Federal em Mato Grosso, estipulou fiança de R$ 80 mil e determinou a expedição do alvará de soltura do ex-bicheiro João Arcanjo Ribeiro. A decisão, no entanto, não significa liberdade imediata, já que ele ainda tem prisões decretas por outros crimes.

A decisão é de novembro deste ano. Nela o juiz ainda impõe o uso de tornozeleira eletrônica e o comparecimento mensal em juízo.

O processo diz respeito ao crime de lavagem de dinheiro a que ele responde. A reportagem apurou que os R$ 80 mil já foram pagos.

Com a determinação, Arcanjo fica mais próximo da liberdade. Agora, o ex-bicheiro aguarda a elaboração do novo cálculo de pena e uma certidão circunstanciada de todos os processos penais a que ele responde.

Isso deve ser elaborado pelo juiz Geraldo Fidelis, da Vara de Execuções Penais, quando acabar o recesso forense, no dia 8 de janeiro.

Em novembro, a defesa de Arcanjo havia entrado com pedido de progressão de pena (para o regime semiaberto) e pediu um exame psiquiátrico para atestar que ele está apto a deixar a prisão.

O exame constatou que Arcanjo tem “baixa probabilidade” de cometer novos atos de violência e atos ilícitos

Condenações

João Arcanjo está há 15 anos na prisão, condenado pelo assassinato do empresário Sávio Brandão, entre os outros crimes.

O ex-bicheiro está preso na Penitenciária Central do Estado (PCE) desde setembro, após ser transferido da Penitenciária Federal de Mossoró (RN).

O ex-bicheiro foi considerado o chefe do crime organizado nas décadas de 80 e 90 em Mato Grosso. Ele foi condenado por crimes que vão de assassinatos a lavagem de dinheiro e contrabando.

Somadas, as penas chegam a 82 anos e seis meses de prisão.(MidiaNews)


Copyright Rede Brasil Policial. Todos os direitos reservados.

O Brasil Policial, se trata de um Projeto de Comunicação produzido pela “Rede SBCW"  Agência Digital e Desenvolvimento Web, Projeto panteado junto ao INPI e Cartório de Registros e Documentos. É expressamente proibida a sua reprodução do Conteúdo e Plagiar o Projeto desta Rede de Portais da mentora no Território Nacional, sujeito às penalidades previstas pelo CPB por roubo violação de Propriedade Intelectual.

O site Brasil Policial Noticias e o Jornal impresso "Brasil Integração" - Policial, são dois órgãos de Comunicação em regime cooperativistas, são instituições privadas independentes, de acordo com o artigo V Inciso XVIII da Carta Magna e de com o Artigo V da Lei Federal 5.764 de 16 Dezembro de 1971.

Todos os conteúdos veiculados e veinculando nesta franqueada "Brasil - Policial", são de inteira e legítima responsabilidades dos seus autores, proprietários identificado (s) no referido Expediente da mesma.

versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo