Cotação
Dólar
Euro
31/12 20:00
Cuiabá
Carregando...

? ºC

/

Cuiabá (MT), 23 de outubro de 2017 - 08:37

POLÍCIA CIVIL

26/07/2017 13:55

Combate ao tráfico doméstico de drogas desarticulou 30 bocas de fumo

Assessoria | PJC-MT

O trabalho da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE), da Polícia Judiciária Civil no enfrentamento ao tráfico doméstico de drogas, que movimenta diariamente pequenas quantidades de drogas nas chamadas bocas de fumo, instaladas em bairros de Cuiabá e Várzea Grande, desarticulou mais de 30 pontos de venda e distribuição de entorpecentes, no primeiro semestre de 2017.

O delegado titular da DRE, Vitor Chab Domingues, destacou o comprometimento da equipe policial nas investigações desenvolvidas, além dos trabalhos desenvolvidos em parceria com a Polícia Militar, Grupo Especial Fronteira (Gefron), a Polícia Rodoviária Federal e outras forças policiais, na repressão ao tráfico de drogas, tanto o doméstico quanto o interestadual, dos grandes fornecedores de entorpecentes.

“A Polícia Civil sempre trabalha em conjunto e mantém trocas de informações com essas forças, principalmente, com a nossa Diretoria de Inteligência”, disse.

Conforme o delegado, a atuação na região metropolitana tem foco especial nas bocas de fumo, por ser o tipo de comércio de drogas que mais incomoda o morador dos bairros e contribui para o aumento da criminalidade local. “Estamos focando muito nesse combate às bocas de fumos para que possamos trazer segurança para os cidadãos de bem que residem em bairros com índices criminais mais altos de Cuiabá e Várzea Grande”, afirmou.

Desarticulação

Na terça-feira (25.07), duas bocas de fumo foram fechadas depois de denúncias apuradas pelos investigadores da Especializada, sendo apreendidas em uma residência, no bairro Canjica, cerca de quatro quilos de maconha e em outra casa, no bairro Jardim Independência, 31 quilos da mesma substância. As ações resultaram em na prisão em flagrante de três homens e uma mulher, por tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Na primeira apreensão, por volta das 16h, os policiais saíram para conferir denúncia de transação referente à venda de droga, no bairro Canjica. A informação precisa do denunciante levou a identificação da jovem Carla Raissa de Campos, de 24 anos, que estava acompanhada de uma menor de 15 anos.

Em vigilância, logo os investigadores reconheceram Raissa pela sua atuação com drogas. A moça entrou em um beco e rapidamente saiu na companhia de um rapaz que carregava uma bolsa azul, posteriormente, identificado como Igor Junior de Almeida Silva, 21.

Em abordagem, os policiais encontraram dentro da bolsa vários pedaços de maconha e nas buscas na residência foram localizados outros materiais do tráfico, como uma balança de precisão, plástico para embalagem de droga, uma faca, R$ 200, além de outras porções de maconhas, que pesadas pela Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), totalizaram aproximadamente quatro quilos.

Em outra diligência, também de checagem de denúncia, duas equipes de investigadores da DRE foram até o bairro Jardim Independência, na região do Porto, na Capital, onde a informação era que um veículo Voyage branco estaria transportando certo volume de droga. O carro foi visto entrando em uma casa, mas nada de ilícito foi encontrado.

A vigilância foi mantida na mesma rua, quando a equipe avistou um homem, Willian Marques da Silva, 24 anos, saindo de uma casa segurando um balde, para entrar na residência de Nelson Rodrigues Batista, 53 anos. Neste momento, os policiais determinaram que o suspeito parasse e ele abandonou o balde na rua e entrou correndo na casa. Mas foi contido e preso pelos investigadores, que encontraram no balde três tabletes grandes de maconha e, dentro do imóvel, vários outros tabletes, localizados ao lado da churrasqueira, empilhados dentro de três caixas papelão e também mais três peças médias no quarto do morador Nelson Rodrigues, além de uma balança de precisão no armário.

Os dois homens foram conduzidos presos para DRE e assim como o casal da apreensão do bairro Canjica, foram autuados em flagrantes e serão encaminhados nesta quarta-feira (26), para audiência de custódia no Fórum de Cuiabá.

Denúncia

Além do disque-denúncia via 197, a Polícia Civil conta com um canal exclusivo via WhatsApp para recebimento de informações referentes ao tráfico de drogas. Pelo telefone (65) 9 9989-0071 qualquer pessoa pode auxiliar as investigações da DRE. O sigilo é absoluto.

“A DRE trabalha em conjunto com a sociedade, que exerce papel importante na contribuição com denúncias anônimas. Toda denúncia é mantida no sigilo e esperamos que a sociedade possa confiar nos trabalhos da Delegacia, assim como em toda a Polícia Civil”, reforça o delegado Vitor Chab Domingues.


Copyright Rede Brasil Policial. Todos os direitos reservados.

O Brasil Policial, se trata de um Projeto de Comunicação produzido pela “Rede SBCW e SBC Brasília, Projeto panteado junto ao INPI e Cartório de Registros e Documentos para jornalistas e empresários. É expressamente proibida a sua reprodução do Conteúdo e Plagiar o Projeto desta Rede de Notícias Online no Território Nacional, sujeito às penalidades previstas pelo CPB por roubo violação de Propriedade Intelectual.

O site Brasil Policial Noticias e o Jornal impresso "Brasil Integração" - Policial, são dois órgãos de Comunicação em regime cooperativistas, são instituições privadas independentes, de acordo com o artigo V Inciso XVIII da Carta Magna e de com o Artigo V da Lei Federal 5.764 de 16 Dezembro de 1971.

Todos os conteúdos veiculados e veinculando nesta franqueada "Brasil - Policial", são de inteira e legítima responsabilidades dos seus autores, proprietários identificado (s) no referido Expediente da mesma.

versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo